Navegar para Cima
Logo
Secretaria Regional da Agricultura e Florestas
Direção Regional dos Recursos Florestais
 



  

 

 

Galinhola

Scolopax rusticola
 
 
 
 
Características gerais:
 
Tamanho médio (cerca de 35 cm). O dorso apresenta uma mistura de tons castanhos e amarelados que se confunde com folhas secas (camuflagem). O ventre é bege claro, estriado de preto e a cauda é curta e arredondada, com coloração castanha e preta. Na cabeça, a “coroa” apresenta espessas barras transversais pretas. Os olhos são escuros, situados no alto da cabeça, numa posição periscópica o que lhe confere um campo de visão de 360º, permitindo-lhe ver a totalidade do espaço envolvente sem movimentar a cabeça. O bico é comprido e flexível, com a extremidade da maxila superior branda e móvel (pinça). As patas têm uma coloração bege-amarelada.
É uma ave discreta, solitária e de atividade crepuscular e noturna, que normalmente se refugia nos matos durante o dia. É uma espécie sedentária nos Açores.
Não possui nenhuma característica externa que permita distinguir o macho da fêmea, essa distinção apenas é possível através do exame das gónadas (testículos e ovário).
 
 
 
Habitat:
 
Encontra-se geralmente nos matos de vegetação arbustiva e arbórea, especialmente nos terrenos húmidos e frescos.
 
 
Alimentação:
 
Alimenta-se por sondagem, removendo o solo com o bico, à procura de vermes, alimentando-se também de insetos ou pequenos moluscos.
 
  
 
Reprodução:
 
Espécie monogâmica, o período de acasalamento ocorre com maior frequência entre Março e Abril, altura em que os machos efetuam voos de exibição, ao entardecer e ao amanhecer, para atrair as fêmeas (dança nupcial).
As posturas têm início em Abril. A fêmea põe geralmente 4 ovos, ao que se segue uma incubação de cerca de 21 dias. O ninho é pouco elaborado, constituído por uma simples depressão no solo. O macho não participa na incubação.